epidemiologia descritiva

0
7617

Eu- INTRODUÇÃO :

eu’Epidemiologia ciência que utiliza métodos de raciocínio voltados para a observação dos fatos para estabelecer um retrato epidemiológico da’um evento de saúde, possivelmente estabelecer hipóteses de pesquisa permitindo s’pergunte sobre a cadeia ou rede de causalidade.

O conhecimento das causas irá facilitar o’intervenção de saúde pública para controlar fenômenos de saúde e melhorar’estado de saúde da população. As medidas tomadas devem ser avaliados para assegurar a sua eficácia e impacto.

II- DEFINIÇÃO :

É baseado no’observação d’determinada situação e traçar o retrato epidemiológico da’evento de saúde após sua descrição, respondendo a três perguntas :

– quando ? ou ? em que ?

III- DESCRITIVO ESTUDOS E CONCEITO DE MEDIÇÃO :

eu’investigador s’interessado na descrição de’um estado de saúde ou uma mudança nele.

– Descrição de’um estado de saúde sugere que eu’observação em um determinado momento por meio de um estudo transversal e gera dados de prevalência ( prevalência ponto ou período ).

– eu’estudo de mudança sugere observações repetidas por meio de um estudo longitudinal e gera dados de’incidência.

IV- características epidemiológicas :

eu’A epidemiologia descritiva responde principalmente a três perguntas :

  • em que a saúde assustar ele apareceu ?
  • quando o fenômeno de saúde é’é manifestado ?
  • ou o fenômeno da saúde’é produzido ?

1- Características das pessoas :

Demográfica essencialmente representados pelos :

eu’idade, sexo, raça, etnia, religião, nível socioeconômico, nível d’instrução.

família :

estado civil ou situação familiar, tamanho ou tamanho família, ordem de nascimento, idade dos pais, Intra problemas uterinos.

Ou endógena e hereditário :

A constituição física, eu’resistência, eu’estado nutricional, doenças intercorrentes, estilo de vida, história familiar, endogamia….

2- Características tempo :

variações periódicas :

uma- mudanças anuais (sazonal) :

As doenças contagiosas altos, mostram variações cíclicas durante o’ano como sarampo, gripe, tifóide etc.….

b- Variações plurianuais

especialmente em comparação com a ocorrência de epidemias principais, variações cíclicas estão neste momento plurianual.

O desenvolvimento de certas doenças infecciosas está relacionada com :

  • o nível do’imunidade coletiva
  • eu’higiene ambiental
  • presença de agentes patogénicos ( multiplicação )

variações não periódicas :

Um acúmulo não periódico de casos geralmente aparece no’ocasião d’evento inesperado de forma esporádica, d’epidemia ou pandemia.

a longo prazo tendências seculares :

São vistos de século em século, geração a outra, ocorrendo devido a alterações biológicas, demográfico, ambiental, sócio-econômico e tecnológico….

C’é a passagem de’uma situação epidemiológica para outra : transição epidemiológica

3- Em vez disso Características :

Os dados de morbidade e mortalidade podem variar d’um continente para outro, d’uma região para outra, país para outro. Dentro dos países entre as zonas urbanas, entre l’urbano e rural e até entre bairros. :
– eu’ambiente e esses fatores físicos, químico, biológica e social cultural e psicológico (Determinantes da Saúde)
– Biótipos ou área geográfica caracterizada pelo seu clima, sol são, vegetação, a fauna e a população que’vidas.
– patologia geográfica (SE)

IV- CONCLUSÃO :

eu’A epidemiologia descritiva, portanto, torna possível :
– Fornecer dados sobre eventos de saúde para medir a freqüência e definir parâmetros de saúde de acordo com as pessoas, tempo e lugar
– Identificar faixas explicativas para iniciar ações de saúde.
– conhecimento ajuda à produção, essencial na tomada de decisões de saúde pública.

referências bibliográficas :

  1. C.Rumeau-Rouquette, G.Breart,R.Padieu. Métodos em Epidemiologia :prefácio ; Medicina-Ciências Flammarion 3ª edição, 5e tirage, 1990
  2. M.Jenicek e R.CIéroux, epidemiologia : princípios, técnicas. Formulários, desenvolvimentos recentes em de l’epidemiologia. Realização e interpretação de estudos descritivos. Retrato da doença na comunidade. Edis- Maloine S.A Paris 1984
  3. P.Marie Bernard, C.Lapointe, As medidas estatísticas em Epidemiologia : Estudos descritivos Presses de l’universidade de quebec, 1987
  4. T.Ancelle

epidemiologia : Métodos em Epidemiologia, saúde pública tratado 2ª edição, Flammarion

Curso pelo Dr. LEMDAOUI MOHAMED CHERIF – Faculdade de Constantino