exame radiológico do pulmão

1
14103

Eu- INTRODUÇÃO :

Apesar do desenvolvimento de novas técnicas, Peito radiografias permanece com o exame clínico, a base fundamental na exploração pulmonar.

II- ANATÔMICAS RECALL :

pulmão direito : 3 lobos
pulmão esquerdo : 2 lobos
Lóbulos séparés par des scissures :
– Grande fissura na direita e à esquerda visível no perfil
– lobos Petite Upton visíveis nos perfis e da face

segmentos pulmonares :

direito :

3 o nível do lobo superior
2 meio lobo
5 o nível inferior do lóbulo

esquerda :

5 o nível do lobo superior (3 o cume e 2 lingula)
5 no lóbulo Menos

pulmão esquerdo (vista lateral) / pulmão direito (vista lateral)
APARÊNCIA DE UMA LINHA E vantagem real

III- RECURSOS TÉCNICOS DE EXPLORAÇÃO :

RADIOGRAFIA PADRÃO :

radiografia de tórax :

– Na respiração profunda, de pé, curto tempo de exposição
– distância -film : 1,5 para 2 m
– póstero peito ROSTO radiografia
– outros impactos : perfil adequado, esquerda, tiros tangenciais e posicional

intensificador :

Kinetics do diafragma sob fluoroscopia TV (irradiação inferior)

ULTRA-SOM MODO B TRANS CAIXA :

ESTUDO ADICIONAL ultra-sonográfica :

Útil e barata por torácica transcutânea antes de tudo :
– fluido derrame, massa pleural com ou sem
– Síndrome de massa sólida ou fluido pulmonar
– drenagem guiada ou gesto biópsia

tomodensitometria CHEST :

aquisição do volume, corte axial e multi-planares reconstruções sem injecção de contraste e injecção, ele permite :
– Avaliar a densidade e vascularização
– Apreciar relatórios de qualquer síndrome de massa com órgãos adjacentes
– Fazer a avaliação das lesões

Thoracic CT / janela para mediastino
janela de parênquima

Ressonância Magnética Nuclear (MRI CHEST) :

estudo desenhado em profundidade da presença de :
– Massas de clínica ou identificador diaphragmatique justa-apical para o módulo em altitude
– massas para-mediastinal para especificar relatórios vasculares

PET SCAN :

A injecção de um traçador radioactivo
– encenação
– cancro do pulmão de monitorização escalável

angiografia pulmonar :

Comente para permitir :
1/ medições de pressão
2/ embolização antes
– hemoptise abundante
– malformação vascular

cintilografia pulmonar :

A forma de realização baseia-se na causa de:

  • Infusion se embolia pulmonar
  • Ventilação se estenose brônquica

fibroscopia BRÔNQUICA :

Ele permite fazer uma biópsia gesto para determinar a natureza de qualquer lesão

IV- TÉCNICA E NORMAL e semiologia ANORMAL :

REALIZAÇÃO TELE-Peito-TÉCNICO :

critérios técnicos de boa qualidade rosto incidência peito :

simetria : extremidades interiores linha de clavicular equidistante da espinal
respiração profunda : 6th arco costal se projecta a partir do diafragma
Escurecimento do filme : boa visualização do torácica coluna e embarcações do coração derrièreje
de pé : bolsa de ar visível sob o nível do diafragma com

Contraste dos elementos anatômicos do’respiratório :

Quatro principais densidades radiológicas e são : ar, graxa, água e de metal
PULMÃO : Radio-transparente : contém l’ar (noir)

Como analisar os CHEST CLICHE ?

INCIDÊNCIA DA FACE :

CONTENDO :
– estrutura óssea
– partes moles extra-torácicos :
+ supraclavicular oco
+ oco axilar
+ parede torácica lateral
+ sombras de mama
– Andar sob diafragmática

CONTEÚDO :
– pulmões, Pergunte scissure : análise de ambos os campos pulmonares :
– alta transparência pulmonar e para baixo em comparação com o lado contralateral
– Vasculaturas a partir de Hiles para a periferia
– mediastino (alta tensão, identificar vasos e linhas mediastino)
-traquéia, diafragma , coração, Hiles
– fórnix pleural

Thorax Frente

Perfil de Impacto :

O fundo e como reconhecer ?

O paralelo diafragmática ; ele é’age de’um perfil reto

– perfil adequado :

Cúpulas direito diafragmática e deixou são paralelas.

– perfil esquerdo :

Cúpulas diafragmáticas’cruzar.

– estruturas anatómicas a ser analisado :
– estrutura óssea (esterno, projecção das cabeças do úmero, omoplate, parede traseira, coluna vertebral e costelas arcos, diafragmático)
– espaços claros : retro-esternal e coração reversa
– piecing

As duas cúpulas Intersect

 

SEMIOLOGIA ANORMAL :

IMAGEM PATOLÓGICA E COMO L’IDENTIFICADOR ?

A radiografia de tórax é o somatório das imagens fornecidas pelo’absorção de raios-X passando por (parede torácica posterior, pleura, ao lado, mediastino, parênquima pulmonar, anterior pleura da parede torácica e)

eu’a análise de qualquer imagem patológica deve começar com a determinação da’predominantemente d’uma das estruturas do parênquima que são :
– alvéoles
– interstício
– NAVIOS
– BRÔNQUIOS
– Suas alterações patológicas distinguir síndromes : alveolar, intersticial, vascular e brônquico.
– A síndrome do parênquima inclui fotos diferentes cavitária, Enfisema e Bulle
– Repérage des scissures : tempo de capital (atelectasias, Emphysèmes obstructifs)

Tipo de lesão :
– opacité : de tom água ou cálcio
– HYPERCLARTE : localizada (bolha) ou difusa : imagem clara unilateral (navios de pesquisa : calibre, número e distribuição)
– quadro misto : cavitaire imagem

parenchymateuses calcificação
Imagem d’hiperclareza pulmonar

LOCALIZAÇÃO :
– PAREDE
– PLEURA
– MEDIASTÍNICO
– parênquima (alvéolos, interstício, embarcações , brônquios)

lesões relacionadas :

– O derrame pleural lesão pulmonar associada fluido ou aeric

– Imagem pulmonar e do mediastino linfonodos

LISTA DA IMAGEM IDENTIFICAR ÉTIOLGIES

QUE ESTABELECE UMA RÁDIO CORRELAÇÃO CLÍNICO

COMPARE OS CLIQUES RECENTES COM D’OUTROS DO PACIENTE

PROPOR um comentário mais

miliaire carcinomateuse

BREVE SEMIOLOGIA DOENÇA DE REALIZAÇÃO DE CADA FUNDO :

eu’a análise da formação de imagens torácicas patológicas é específica para cada compartimento, descreve celular e marcou nos pulmões por eu somos seguintes síndromes :
– alveolar
– intersticial
– bronquial
– vascular
– parênquima

SÍNDROME alvéolaire :

Localizada ou difundir líquido de enchimento alveolar, células resulta em ar :

opacidades difusas, confluente, contígua ou aivéoiogramme broncograma (brônquios e alvéolos claros dentro do’opacidade)

Ex :OAP, PNEUMONIA

tosse – febre baixa – dor no peito
Disseminação secundária d’Câncer

SÍNDROME intersticial :

ele s’age de’água ou infiltração celular do tecido conjuntivo

opacidades líquidas contorno, ser transmitido, não bronchogramme ou aivéoiogramme, apagar lescontours peri-bronchovasculaires, morfologia variável pode ser reticular ou nodular e em favo de mel para a forma avançada.

Ex : FIBROSE, SARCOIDOSE, lymphangite CARCINOMATEUSE

esquerda : opacidades lineares / parênquima direita : opacitunique

SÍNDROME CAVITAIRE :

É caracterizada por uma cavidade imagem com algum grau de dano alveolar primitivo, ou pulmonar intersticial que pode levar à destruição do parênquima e sua escavação.

A cavidade se forma a partir de’exsudado alveolar, d’um tumor desenvolvido no’paredes intersticiais ou brônquicas.

Ex : germes comuns para abcesso. cavidade tuberculosa, Os cancros primários ou secundários escavado

V- INDICAÇÕES :

Eles são ampla frente :

  • sintomatologia pulmonar : tosse, respiratório dispnéia
  • Hémoptysies
  • Triagem e diagnóstico de neoplasia broncopulmonar
  • aguda pulmonar vascular malformação -Œdème (OAP)
  • balanço patrimonial’extensão (metástases pulmonares)
  • trauma
  • pneumonite infecciosa, d’inalação

WE- CONCLUSÃO :

eu’exploração de’sistema respiratório depende principalmente de : radiografia simples é o rosto eo peito do perfil de placa.

testes adicionais radiológicos continuam a ser necessários para o diagnóstico e escalável.

Curso do Prof. FZ. LECHEHEB – Faculdade de Constantino

1 COMENTE