patologia de tumor da próstata

0
8121

Eu- Anatomia da próstata :

McNeal distinguidos em próstata :
→ 4 zonas glandulaires: Zona Central (25%), Zona de transição (5%) e Dispositivo Zona: 70%
→ Stroma Fibro-Muscular Anterior (SFMAJ.

II- canais histologia normal e ácinos :

2 célula sentada alinhando os ácinos e condutas:
– assentar celular interna (glandular), para’origine des adénocarcinomes.
– assentar celular externa (básico) imunohistoquímica rotulada : P63 positivamente e negativamente para a patologia da prtata P504S III :

1- hiperplasia prostática nodular : adenomyoma

lesão distrófico, representando a maior parte da patologia benigna da próstata

  • Macroscopie : Aumento do volume da glândula entre 30 e 60 gr, raramente > 200gr. Farm Consistência, muitas vezes elástica. quando corte: aparência heterogênea, microfone nodular e cística, lactescente (aparência de pão).
  • microscopia :

uma- hiperplasia adenomatosa : caracteriza-se por uma predominância do elemento epitelial; sempre com a presença de células basais (P63 +)

A luz dos ácinos é muitas vezes ocupado por secreções espessas : corpo sympexions ou amido

b- hiperplasia leiomyomateuse : Raro, consiste apenas de feixes musculares lisas

c- hiperplasia fîbromyomateuse : componente fibroblástico é predominante e músculo

d- hiperplasia fibrosa frequentemente contém ramos vasculares +- abundante.

2- câncer de próstata :

  • em 85% é um adenocarcinoma.

uma- Papel do patologista :

  • diagnóstico de câncer de próstata metastático
  • Diagnóstico de câncer localizado : em :

– adenomectomia : Este é o estágio da TLA e da Tlb (dans s'observe 10 % dos casos)
– chips de ressecção (Hrituf) 2%
– biopsia : impulsionado por uma anormalidade de SI e / ou PSA anormal

  • Estabelecer fatores histoprognósticas

b- carcinoma da próstata histológico :

O câncer de próstata é multicêntrica

O diagnóstico malignidade é colocada sob o microscópio para a combinação de vários critérios :
tubos → proliferação com perda da arquitetura. invasividade, existência de um estroma fibroso.
→ Placas de tubos de nível mínimo : ausência de células basais (p63-), nucléolo volumosos, secreção anormalidade.

c- fatores histoprognósticas :

1- Le classificação de Gleason : inclui 5 aumentando notas desdiferenciação

→ esta classificação é baseada em 2 princípios :
– As anomalias arquitectónicas são mantidas sem avaliar anormalidades citológicas.
– o grau escolhido não é o mais pejorativo, mas a maioria abundantemente representado.

pontuação → Gleason é a soma de 2 notas (3+4= 7). Quando o tumor é homogênea do grau existente é duplicada (3+3= 6)

critérios arquitectónicos de grau Gleason definido baixa ampliação.

prostática Adenocarcinoma (Grades histológicos)

Estabelecido pelo Gleason 1966, alterado pela primeira vez no 2005 em seguida, uma segunda vez por Epstein 2014 como grupos 5 notas :
Notas 1 e 2 : carcinoma muito bem diferenciado
Grau 3 : Carcinoma moderadamente diferenciado
Grau 4 : carcinoma pouco diferenciado
Grau 5 : carcinoma indiferenciado

Grau 1 : excepcional, adenosis atualmente considerado. ele é’age de’une Prolifération monotone de glandes simples arrondies, tamanho normal, estreitamente agrupados, bordées dune seule assise de cellules claires, formando um nódulos bem arredondados, embora limitado em baixa ampliação. Ocorre essencialmente na área de transição

Grau 2 : Proliferação arredondado glândulas simples, tamanho dispersa diferente. Os focos tumorais são frouxamente arredondado mal definida.

Cerco de escolha :Zona de transição, encontrado em chips de ressecção +++ mas rara em biópsias.

Grau 3 : tubos neoplásicas são redondos

uniformemente espaçados e tamanho relativamente uniforme

Grau 4 : glândulas proliferação desordenada fundiram e se infiltrar.. cribriforme aspecto

Grau 5 : carcinoma indiferenciado faz praias ou as células independentes, Beddingplant preenchido com centros necróticos (comédocarcinome) Ou vãos de células independentes

NB / * arquibancada 3,4 e 5 são os mais comuns da zona periférica
* arquibancada 4 e 5 são os mais agressivo e o mais extenso

2- valor prognóstico do escore de Gleason :

  • Grau 3 (3+3) : aumento da mortalidade 20 %
  • Grau 4 : aumento da mortalidade 80 %
  • o grau de volume de 4-5 é o melhor indicador da progressão do tumor.

3- Alterações Gleason apportées par JISUP en 2014 et approuvées par l’OMS 2016
grupo Grade 1 (pontuação Gleason 6)
grupo Grade 2 (pontuação Gleason 3 + 4 = 7)
grupo Grade 3 (pontuação Gleason 4 + 3 = 7)
grupo Grade 4 (pontuação Gleason 4 + 4 = 8; 3 + 5 = 8; 5 + 3 = 8)
grupo Grade 5 (escores de Gleason 9-10)

d- Diagnóstico imuno-histochimique :

Devemos usar 2 anticorpo : um para marcar as células basais (P63) e uma segunda marca para células tumorais (P504s).

resultados :
P63 (-), P504s (+) : Câncer
P63 (+), P504s (-) : benigno
P63 (+), P504s (+] : neoplasia intra-epitelial de próstata

NB / ter sempre um indicador interno ou externo para avaliar a fiabilidade da tecnologia de imuno-histoquímica.

e- Lésions précurseurs du cancer de la prostate :

  • PIN (neoplasia intra-epitelial prostática epitelial: refere-se proliferações de células atípicas desenvolvidos dentro de canais ou ácinos prostáticos.
  • Il s’agit dun Stade pré invasif du cancer de la prostate. Prevalência de PIN lesões aumenta com a idade ; Acima da idade de aparecimento do câncer 5 anos
  • Podemos distinguir dois grupos : de baixa qualidade e alto grau
  • carcinoma da próstata é agora reconhecida associação PIN de alto grau em que os interesses de seu reconhecimento.

histológica :

Glandes hyper basophiles bordées dune prolifération épithéliale ou les cellules présentent des anomalies cytonucléaires (eu’architecture canalaire et acineuse est conservée)

f- Classificação da OMS apoia tumores da próstata 2016 :

Classificação da OMS de tumores da próstata

g- classificação TNM 2010 :

1- classificação clínica :

→ T : tumor primário
– T0 : Sem tumor
– T1 : tumor não palpável ou visível por imagem não
+ T1A < 5 % de tecido ressecado[1] [2] e escore de Gleason 6
+ T1b > 5 % de tecido ressecado * Ebou Gleason 7
+ t1c : descoberto por PSA e biópsias elevada
– T2 : Tumor confinado à próstata (ápice e incluindo cápsula)
+ T2a : Alcançar metade de um lobo ou menos
+ T2b : Atteinte de plus de la moitié dun lobe sans atteinte de lautre lobe
+ T2c : Realização de dois lóbulos
– T3 : Estendendo além da cápsula
+ T3a : extensão extracapsular
+ T3b : Extensão para as vesículas seminais
– T4 : Extensão de órgãos adjacentes (esfíncter uretral, reto, parede pélvica) ou tumor fixado
N → : linfonodos regionais
– Nx : linfonodos regionais unevaluated
– N0 : Linfonodo metástase de Ausência
– N1 : comprometimento dos linfonodos(s) regional(s)
– N1mi : metástase linfonodal < 0,2 cm
→ M : metástases à distância
– M0 : Sem metástases à distância
– M1 : metástases à distância
+ m1a : nós não regionais
+ M1b : Os
+ M1c : outros sites

2- classificação anatomopathologique (pTNM)

→ pT0 : Não identificado tumor após prostatectomia
→ pT2 : Tumor confinado à próstata (ápice e incluindo cápsula)
– pt2 : Alcançar metade de um lobo ou menos
– pT2b : Atteinte de plus de la moitié dun lobe sans atteinte de lautre lobe
– pT2c : Realização de dois lóbulos
→ pT3 : Estendendo além da cápsula
– T3a : extracapsular extensão United- ou bilateral, incluindo o colo da bexiga
– T3b : Extensão para as vesículas seminais (uni- ou bilateral)
→ T4 : Extensão de órgãos adjacentes (esfíncter uretral externe, reto, musdes releveurs de l’ânus, parede pélvica)

3- R : tumor residual pós-operatória

eu’absence ou la présence dun reliquat tumoral après prostatectomie totale (margens cirúrgicas) é descrita em L ICC dassification (União Internacional contra o Câncer) para’aide du symbole R. As margens após a prostatectomia radical são codificadas como se segue :
→ Rx : sem classificação
→ R0 : Nenhum resíduo tumoral macroscópica ou microscópica
→ R1 : residual microscópica (focal ou estendido para especificar). é, então, disse que a patologia denunciar o comprimento da margem, que é um factor de prognóstico reconhecido
R2 → : Reliquat macroscopique

Curso do Dr. K. Benabaddou – Faculdade de Constantino