relação ventilação-perfusão

0
9873

UMA- Introdução :

eu’trocador pulmonar é o encontro de duas circulações : alveolar e pulmonar capilar, eu’A principal função pulmonar da hematose está diretamente relacionada à relação entre esses dois circuitos, chamada de relação ventilação-perfusão.

Desigualdades na distribuição explicam o poder dos pulmões de adaptar sua função a diferentes situações fisiológicas, mesmo as extremas, como’esforço físico recrutando áreas mal ventiladas e / ou mal perfundidas em repouso

Para entender os diferentes valores deste relatório em uma vertical de pulmão, É necessário’explicar a distribuição regional dos dois parâmetros que a definem, a saber, ventilação alveolar e perfusão pulmonar

B- distribuição da ventilação alveolar Regional :

Alveolar ventilação VA é para diferenciar a ventilação geral VE, porque para medi-lo é necessário subtrair o volume do’espaço morto VD do volume corrente Vt antes de multiplicar o todo pela frequência respiratória Fr :

VE = Vt x Fr VA = ( Vt-VD ) x Fr

vertical, debaixo’efeito da gravidade o peso das vísceras do’abdômen puxa a pleura para baixo explicando uma pressão pleural mais negativa nas regiões apicais em comparação com as áreas inferiores de modo que os alvéolos mais distendidos na parte superior recebam menos’ar para o’inspiração.

Gradiente pleurale pression verticais

C- distribuição da perfusão pulmonar regionais :

A distribuição de perfusão pulmonar aumenta superior para a inferior partes do pulmão.

Para entender essa distribuição o pulmão é dividida verticalmente em quatro zonas :

Zona 1 : parte superior do pulmão

PA>Pac>Pv : que explica um esmagamento do capilar pulmonar

NB : enquanto que a parte superior da célula não pode receber sangue de perfusão : espaço morto alveolar

Zona 2 : Pac>PA>Pv

O capilar caiu intermitentemente

Zona 3 :

Pac>Pv>PA : o capilar é distendido, infusão é óptima

Pac : pressão arteriolar-capilar, PA : pressão alveolar, Pv : pressão venular

Zona 4 :

Há uma redução na perfusão capilar relacionada pressão pleural menos negativo que se aproxima de zero vista positivo explicando que os pequenos vasos não são esticados.

Áreas de West

D- distribuição de relação ventilação-perfusão regional :

A perfusão pulmonar aumenta mais do que’observa a ventilação alveolar se compararmos as regiões pulmonares inferiores com as áreas mais apicais, quando o tórax é, obviamente, a gravidade na vertical)

A proporção de ventilação-perfusão não é, por conseguinte, uniforme em toda a superfície do pulmão


E- relatório colapso Research- perfusão :

O varrimento da ventilação pulmonar (inalação de xénon 133) ou infusão (injecção do mesmo produto) permite um verdadeiro pulmonar mapeamento expressa participação percentagem de operação de tal área ou outra em relação à função pulmonar global

F- A extrema desigualdade na distribuição de relação ventilação-perfusão :

distribuição da ventilação pulmonar Regional

Se a ventilação for nulo numa área a proporção é igual a 0, que corresponde a um efeito de schunt em oposição ao verdadeiro shunt anatômico que é’observa quando as veias fluem diretamente para as artérias, contaminando assim a artéria livre.

De qualquer ventilação normal é zero infusão, a proporção é igual a l’infinito, o que define eu’efeito de espaço morto

Deve-se notar que desigualdades exageradas na distribuição da relação ventilação-perfusão representam a causa mais importante de’hipoxémias

Curso PR Aissaoui – Faculdade de Constantino