vitaminas

0
8283

Eu- Introdução :

O nome "vitamina" era d’usado pela primeira vez para designar um micronutriente orgânico específico cujo’ausência causa l’aparecimento de’uma doença : beribéri, este fator tendo propriedades d’uma amina, o bioquímico polonês que’ele d’primeiro purifica o’chamado :"Vitaminas" :"Essencial Amine à vida"

Alguns d’entre eles têm estruturas semelhantes às de’outros compostos orgânicos : hormonas esteróides para a vitamina D, porfirinas para a vitamina B12.

definição :

As vitaminas são nutrientes orgânicos, essencial em pequenas quantidades para várias funções bioquímicas, e como eu’organismo não pode sintetizá-los, eles devem ser trazidos pelo’fornecimento

II- propriedades gerais de vitaminas :

As vitaminas são compostos de natureza orgânica que geralmente não são sintetizados pelo’organização. No entanto, dependendo da espécie, certas vitaminas serão essenciais enquanto d’outros podem ser sintetizados endogenamente.

visita’cara eu’a ingestão de vitaminas é feita pelo’fornecimento (ingestão de alimentos) d’outros são sintetizados por bactérias intestinais.

Vitaminas n’sendo necessário para o’comida humana’em quantidade limitada (apenas alguns miligramas ou microgramas por dia) foram chamados de micronutrientes, os macronutrientes que distinguem : hidratos de carbono, proteínas e lípidos, que são necessários para o’comida humana em grandes quantidades (de’ordem de centenas ou pelo menos dezenas de gramas por dia)

Vitaminas são apenas necessárias’em pequenas quantidades porque têm uma ação catalítica, permitindo que muitas transformações bioquímicas de macronutrientes (geralmente chamado de metabolismo)

As vitaminas são quer solúveis em gordura, ou solúvel em água, e esta propriedade foi a base para a sua classificação

As vitaminas hidrossolúveis são todos membros do complexo B (exceto vitamina C.), e vitaminas lipossolúveis são identificadas pelas letras do’alfabeto (vitaminas A, D, E, K)

provitaminas :

São substâncias que eu’organismo pode se transformar em vitaminas.

O maior é beta-caroteno, que pode se transformar em vitamina A (daí o nome de provitamina A).

Provitamina D lata, debaixo’influência do sol, se transformar em pele de vitamina D. C’é por isso que é aconselhável’expor as mãos e o rosto à luz do dia todos os dias

III- importância biomédica :

eu’ausência ou falta relativa de vitaminas no’o poder está no’origem de’estados de deficiência específicos: doenças

O déficit em uma vitamina é rara ; Na verdade, as dietas pobres são normalmente associados com vários estados de deficiência

contudo, síndromes de deficiência específicos são característicos de dados vitaminas

As síndromes de deficiência clássicas representam o estágio terminal de’um processo pelo qual a deficiência de vitamina leva, nesta ordem, a :

Mobilização de estoques do’organização, depleção de tecidos, em seguida, em seguida, uma síndrome bioquímica (deficiência subclínica) e, finalmente, acabou por um déficit

estados de deficiência de vitamina pode resultar :

  • D’aderência insuficiente (com necessidades normais)
  • D’uma alteração do’absorção
  • D’metabolismo prejudicado (se as etapas metabólicas anteriores são necessárias para o’atividade)
  • D’um aumento nas necessidades
  • D’um aumento nas perdas

As deficiências de vitaminas podem ser evitadas por’ajuda’ingestão alimentar variada e em quantidades adequadas

IV- Classificação das vitaminas :

As vitaminas são divididas em duas categorias : solúvel (solúvel em’água) e gordura (solúvel em gordura)

1- vitaminas hidrossolúveis :

inclui :

  • vitamina C (eu’ácido ascórbico)
  • Vitaminas do complexo B : la tiamina (vidas B!), la riboflavine (vidas B2), niacina (nicotinamida) (vidas B3), eu’ácido pantotênico (vidas B5), piridoxina (vidas B6), biotina, eu’ácido fólico (vitB9) ele cobalamina (vitB12)

por causa de sua solubilidade em’água :

  1. estas vitaminas presentes em excesso, são excretados no’urina, eles s’portanto, raramente se acumulam em concentrações tóxicas.
  2. No entanto, eles podem estar presentes em quantidade insuficiente c’É aquele’em nomme hipovitaminose.
  3. o seu armazenamento é limitado, eles devem ser feitas em uma base regular

2- vitaminas solúveis em gordura : UMA, D, E, K

moléculas não polares são hidrofóbicos, solúvel em gordura

Eles não podem ser sintetizados em quantidades suficientes pelo’organização, eles devem ser trazidos por eu’fornecimento

Sua absorção n’só é eficaz se os lipídios forem normalmente absorvidos

No sangue são transportados em lipoproteínas ou ligados a proteínas transportadoras específicas

Eles podem ser armazenados pelo’organismo é, portanto, potencialmente tóxico em caso de sobredosagem, c’É aquele’é nomme: hypervitaminose.

Eles também podem estar presentes no padrão e dar várias deficiências de patologias (hypovitaminose)

molécula abreviatura unidade habitual
vitaminas solúveis
tiamina vitaminas B1 mg
riboflavine vitamina B2 mg
ácido paiifothénifjue B5 vitaminas * mg
Pyridoxiue vitamina B6 mg
niacina vitaminas PP
você B3 *
mg
ácido fólico vitamina B9 ? g
cobalamina vitamina B12 ? g
ácido ascórbico vitaminas C mg
biotina A vitamina H ou B8 ? g
Vitaminas lipossolúveis
Retinol vitamine A unidade internacional 1 UI = 0.3 ? g
calciferol vitamina D unidade internacional
1 UI = 0,025 ? g
tocoferol vitaminas E unidade internacional
1 UI = 1 mg de acetato
dl-alfa tocoferol
fitomenadiona
Phylloqninone
vitamina K1 ? g

* Atenção, nome para evitar porque os EUA vitamina B3 = ácido pantotênico.

V- metabolismo da vitamina :

1- Absorção :

Os sites de’absorção de vitaminas são especificadas na Tabela III

Como a maioria dos nutrientes, muitas vitaminas solúveis em água são absorvidas principalmente ao nível do’intestino proximal

Algumas vitaminas têm um sítio d’absorção única (vitaminas B12 : íleo terminal) Isto tem importantes implicações clínicas.

eu’a absorção de vitaminas lipossolúveis está intimamente ligada à dos lipídios, cujas diferentes etapas seguem (hidrólise sob l’ação da lipase, absorção, re-esterificação, incorporação em lipoproteínas, excreção para a linfa na forma de quilomicrons)

A sua absorção será reduzido durante má absorção de gordura.

estômago vitamina B12
foie

Armazenamento biliar secreção

B12 vitaminas solúveis
exócrinas do pâncreas B12 vitaminas solúveis
intestino delgado

jejuno íleo

vitaminas solúveis em gordura (absorção, resynthèse)

fólico vitamina B12 de ácido

absorção de ácidos biliares (piscina necessária para a absorção de vitaminas lipossolúveis)

esta microflora síntese de vitamina K e biotina
Linfático sistema funcional vitaminas solúveis em gordura

2- formas activas :

Vitaminas muitas vezes objecto de um tratamento antes de completar as funções de coenzima (fosforilação, ligando-se ao’enzima, glicosilação, hidroxilação.,.) mesa 3

As vitaminas antioxidantes (vitaminas E 100) são activos na sua forma nativa

molécula formas activas
tiamina difosfato de tiamina (pirofosfato de tiamina. PP)
riboflavine Flavine Mononucleotídeo (FMN) Flavine adenina dinucleotídeo (MANIA ;
ácido pantoténico Coexizyme A

Acil-Proteína Transportadora (ACP)

piridoxina Fosfato de piridoxal
niacina Nicotinamida adenina dinucleótido (NAD +) NAD fosfato (NADP4)
ácido fólico Tétrahydxofolate
cobalamina Méthylecobalamine

Déoxyadénosylocobalamine

ácido ascórbico ácido ascórbico
biotina Enzima uma carboxybiotinie
retinol retinol (a expressão do gene regulador)
retinal (rhodopsine)
ácido retinóico (glicosilação)
calciferol 1,25-diidroxicolecalciferol
1.25(OH)2D3
tocoferol D-tocoferol alplha + outros derivados
fitomenadiona

phylloquinone

hidroquinona (reduzida de vitamina K)

3- distribuição, armazenamento, eliminação :

Algumas vitaminas hidrossolúveis (vitamina C, tiamina) não podem ser armazenados, uma ingestão regular é essencial

D’outras vitaminas, pelo contrário, tais como vitamina B12, podem ser armazenados de forma significativa, vai demorar meses de falta de’trazer (estrita dieta vegetariana) a esgotar

Enquanto o excesso de vitaminas solúveis em água são muitas vezes eliminada na urina, o que n’não é o caso do vitaminas solúveis em gordura, em particular a vitamina A, cujo armazenamento contribui para a toxicidade potencial de overdose

molécula Distribuição
tiamina Phosphorylée : ¾ (células vermelhas do sangue e os leucócitos +++)
livre : ¼ (plasma, baixa concentração)
órgãos : forma fosforilada
nenhum armazenamento
riboflavine Ligada a proteínas plasmáticas (FMN) intracelular (eritrócitos > plasma, tecidos principalmente como AD F )
meia-vida longa intracelular em caso de ingestão de deficiência, esgotamento difícil de alcançar em humanos
ácido pantoténico Coenzima A intratissulaire (músculo, coração, foie, taxa bem preservado através de um sistema de acumulação intracelular activa)
piridoxina Fosfato de piridoxal (foie, músculo ; longa meia-vida)
niacina NAD e NADP em células do sangue e de tecidos (foie) Síntese de triptofano +++
(dioxigenase triptofano, 60 mg Dica -> 1 niacina nig)
ácido fólico CH3-tetrahidrofolato, ligada a proteínas plasmáticas, eritrócitos > plasma
armazenamento hepática (formas não metilado) mas grande ciclo entero-hepática +++
cobalamina PLASMA : após a ligação de absorção de transcobalamina II (TC II, t½ - = 1,5 h) ; 90 % ligada a TCI, t½ = 7-10 j) ;

TCIII (t½ = 5 mn) Permitir volta para o fígado, reservas suficientes de fígado para vários. +++ mês, entero

ácido ascórbico Plasma: grátis +++ e vinculado ao’albumina, concentração em leucócitos, armazenamento não
biotina Plasma : livre e ligada
tecidos : enzima à carboxybiotine
retinol Retinol retinol Binding Protein ligado
armazenamento hepática (Palmitato de retinil) em gotículas lipídicas
calciferol Plasma : 25(OH)2D3, (t½ 3 semanas)
tocoferol lipoproteínas da membrana celular plasma (t½ varia de alguns dias a 3 mês, dependendo do tecido)
fitomenadiona

phylloquinone

A ligao a lipoproteínas plasmáticas (VLDL), hépadque-ciclo entero +++

WE- funções de vitaminas :

1- função de coenzima :

Muitas enzimas requerem uma outra molécula de baixo MW = coenzima

eu’holoenzima, quem possui o’resultados completos da atividade do’associação de’un apoenzima, proteína; e D’uma coenzima ligada a ele

EXPS : derivados de coenzima intervenção de várias vitaminas na descarboxilação oxidativa do piruvato

NADP está envolvido em pentose, em síntese e eu’alongamento de ácidos graxos (usar de NADPH)

piridoxina (forma activa : fosfato de piridoxal) é o cofactor transaminase e descarboxilase

2- transporte de prótons e d’elétrons :

eu’o ácido ascórbico atua como um antioxidante, ele é’age de’um agente redutor (doador’equivalente reduzido) quem, sob a forma oxidada, é convertido em ácido desidro-ascórbico

A vitamina C é necessária durante diferentes reações de’hidroxilação e d’redox

3- estabilização de membranas :

Tocoferóis são lipofílicos e função como antioxidantes potentes, tanto nas membranas celulares como’ao nível das lipoproteínas plasmáticas

O mecanismo do’efeito antioxidante, por reacção com um ião peróxido, é ilustrado na figura acima

Redução de’um radical peróxido dentro de d’um ácido graxo por l’alfa-tocoferol (vitamina E). eu’alfa-tocoferil assim formado é reduzido a alfa-tocoferol pela oxidação do’ácido ascórbico (vitamina C).

4- hormona como funções :

A vitamina D e vitamina A acto de acordo com um mecanismo similar ao das hormonas esteróides : ligar a um receptor citosólico em seguida, um receptor nuclear, modificação da síntese de proteínas

A vitamina D é um pro hormonal (forma activa : calcitriol) envolvida no metabolismo de fosfato de cálcio

VII- fisiopatologia :

1- HISTÓRIA NATURAL D’A VITAMINO-DEFICIÊNCIA :

A constituição de’uma deficiência passa por vários estágios :

  • redução das reservas (diminuição gradual no pool de’organização, ele n’não há sinais clínicos ou biológicos)
  • aparecimento de sinais biológicos (por exemplo, diminuir d’atividade enzimática)
  • início das manifestações clínicas
  • aparecimento de lesões irreversíveis clinicopatológicas

A duração da fase subclínica é variável e depende em grande medida as possibilidades de armazenamento, em comparação com as necessidades diárias

Algumas deficiências produzem quadros clínicos bastante específicos (tabela II) d’outros não (transtornos comuns da pele com vitaminas do complexo B), deficiências em certas vitaminas não’paradoxalmente expressar isso por sinais inespecíficos e sem grande caráter de gravidade (ácido pantoténico)

tabela II : Principais funções de vitaminas – consequências clínicas da deficiência Tabela II : Principais funções de vitaminas – consequências clínicas da deficiência

molécula Fanerions (exemplos) /
Consequência clínica d’uma falta
tiamina desidrogenases de ácido ceto (ex. piruvato desidrogenase) sob a forma de pyrophoshate tiamina
beribéri, encefalopatia alcoólica (Gayet-Wernicke)
riboflavine de oxidação-redução (mitochondrie)
catabolismo sob a forma de FMN e FAD
mucosa e lesões da pele (lábios, boca, idioma…).
ácido pantoténico acetil metabolismo e outra forma acil coenzima de anormalidades neurológicas Em, paresthésies (?)
piridoxina amino metabolismo do ácido (descarboxilação, transamination) anormalidades na pele, crises convulsivos
niacina redox (NAD, NADP)
Pellagre (dermatite fotossensível, distúrbios neurológicos)
ácido fólico grupos metilo metabolismo. síntese de ácido nucleico (com a vida. B12)
anemia megaloblástica
cobalamina ácido fólico nucleico metil grupos metabolismo síntese)
anemia megaloblástica
ácido ascórbico reações redox, hidroxilação
scorbut, Maladie de Barlow (infantil)
Biotme carboxilases biotina-dependantes Dermatite, alopecia
retinol síntese de rodopsina (visão), multiplicação e divisão celular Xeroftalmia (grande deficiência), diminuir a adaptação à visão noturna
calciferol forma de metabolismo e fosfato 1,25(OH), vitamina D (calci-triol)
rachitisme, osteomalacia
tocoferol antioxidante
anemia hemolítica da prematuridade, neuropatia com ataxia (grande má absorção)
Phytotnénadione
phylloquinone
proteína p-traduo carboxilação (factores de coagulação)
doença hemorrágica do recém-nascido

2- MECANISMOS :

UMA- Redução de l’trazer :

As vitaminas são fornecidas pelo’fornecimento

As principais fontes dietéticas encontram-se resumidos na Tabela VIII

tabela VIII : vitaminas : distribuição, armazenamento

vitaminas fontes de alimento
tiamina casca de grãos, levedura, carne
riboflavine plantas (vegetais de folhas verdes), carne, cabidela, leite….
pantotlïéniqiie ácido gema de ovo, plantas, cujas miudezas, levedura…
Pyridoxiïie muitos alimentos
niacina casca de grãos, levedura, carne
60 mg triptofano - " 1 mg niacina
ácido fólico muitos alimentos (mais liiemiolabile) (levedura, cabidela, vegetais crus)
Cübalamiue carne (incluindo fígado)
produtos fermentados
ácido ascórbico frutas, legumes, algumas miudezas
biotina muitos alimentos
retinol vitamine A : substitutos da manteiga (fortificado), foie, peixe
beta caroteno : cenouras, vegetais verdes, frutas
calciferol Os óleos de peixe
(LTV -> síntese cutânea +++)
tocoferol óleos vegetais
fitomenadiona

phylloquinone

vegetais verdes (repolho, espinafre) (bactérias do intestino +++)

Algumas deficiências produzem quadros clínicos bastante específicos (tabela II) d’outros não (transtornos comuns da pele com vitaminas do complexo B

É óbvio que a possibilidade de deficiência de’a contribuição depende dos seguintes parâmetros : abundante vitamina em uma variedade de alimentos, capacidade de síntese bacteriana ou de’Outras fontes, importância do armazenamento em comparação com as necessidades diárias.

B- má absorção :

deficiências de vitaminas são frequentemente as consequências da má absorção digestiva.

C- necessidades aumentadas :

Exemplo de l’ácido fólico

  • rápida renovação das células como uma anemia hemolítica crónica (drepanocitose com acelerada destruição de células vermelhas do sangue recém-formados) aumentar a necessidade de ácido fólico
  • Outra circunstância é caracterizada pela síntese da célula aumentou : gravidez.

Curso do Dr. L. BELKACEM – Faculdade de Constantino