artrite séptica (o que fazer)

0
7571

Eu- definição :

artrite infecciosa, a presença de um micróbio no nível articular, não é reaccional. Feito com o diferencial de dg RAA onde artrite é secundário para mimetismo molecular

II- epidemiologia :

Pode afetar qualquer pessoa
– contaminação directa : fratura exposta, artroscopia, injeção intra-articular
– contaminação indirecta : sepsia
– Terrain d'ID : diabetes, CTC-going, VIH… promove a infecção

III- Clinique :

– bactérias : staph (+++) entrada pele da porta, strepto (ORL), pneumocócica, BGN (infecção urinária), enterobactérias
– Pode ser secundária ou origem da sepse
– Tb clínica : início súbito, febre oscilante, TEMPO, ADP-SPM (+/-)
– Afeta principalmente as grandes articulações : surtt joelho
– inchado do joelho, DLR, quente,movimentos claudicação por vezes limitada -O DLR é pulsátil, intensa e permanente
– Um exame clínico : elementos já vistos, Pesquisar a porta da frente (PE) para orientar o CEO vis-à-vis as bactérias envolvidas, confirmam ou mono-articular ateinste, sempre avaliar a articulação contralateral
– lesional comentário : ataque primário ou secundário, PE, mono / multi-articular
Um exame físico completo é obrigatória
– ATCD Pesquisa artrite : diferenciar um AAF, lúpus ou associação (ser cuidadoso : porque se considerou secundária a uma lúpus pré-existente e tratada como tal promove o aprofundamento imuno-depressão)
– Se suspeita de artrite séptica :
+ internação compulsória
+ Definir condições
+ aspiração conjunta : para estudo bacteriológico, pode ser realizada sob eco punção tão profunda ou difícil conjunta, a amostra deve ser enviada imediatamente para o laboratório, mas disse que, se o PE encontrado
+ Amostragem na EP
+ cultura de sangue em pico febril, CRP (para 3 estatística), VS, Rx
+ De acordo Tb : ASLO, parasitológico de fezes, ECBU…
+ ATBpie de dia para evitar a destruição da articulação e disseminação sistêmica

IV- tratamento :

– ATBpie amplo espectro sinérgica (moléculas de idade são usados ​​em primeiro plano)
– Imobilizar o aparelho gessado joelho
– ATB : oxacilline en IV + aminoside (3-5j) → apyrexie : TRT continuar pendente batério
– Terapia de recuperação com base no estado clínico (resposta certa ou nn) e dependendo da Microbial
– Se o paciente responde bem e os retornos bacteriológicos para as bactérias que se refere : 21j TRT IV seguida por piostacine VO PDT 2-3mois

outras sementes :
– strepto : TRT PDT ponto de partida 6 semanas
– TBC : TRT acordo Nationnal programa 6mos PDT ou 12 meses. Quando a articulação é periférico : 9 mês
– germe incomum : TRT infecção viral faz desaparecer artrite

infecção TRT :
-meningoencefalite : oligarthrite vezes artrite
-Gonocoque :
Oligarthrite vezes artrite
lesões genitais
lesões de pele

NB : biologicamente : equilíbrio infecciosa, hepático, renal e hematológica (obrigatório)

Cursos de Dr. Boudersa – Faculdade de Constantino