anatomia do olho

0
8909

Eu- Introdução :

eu’olho é uma esfera de’sobre 25 mm.

C’é um órgão móvel contido em uma cavidade chamada globo ocular, que impede o movimento de translação (volta frente), mas que permite que ele gire graças aos músculos que permitem’direcione o olhar em um número infinito de direções. C’Faz’nós chamamos de campo visual, que pode atingindo 200 °. O poder de eu’olho é igual a 59 dioptrias.

A córnea é uma membrana transparente que nos permite ver o’íris, diafragma colored. O aluno é um diafragma que permite que a luz passe, ele só pode medir 1 para 2 mm de diâmetro para alcançar a luz intensa 8 mm em l’Trevas.

eu’olho está alinhado com 3 deslizamentos :

  • esclera : c’é o branco do’olho, ela está cercada por’uma membrana muito fina e transparente, chamada conjuntiva,
  • coróide : camada completa pigmento que constitui uma câmara escura ; é altamente vascularizado,
  • retina : tecido muito importante e muito frágil, c’é um tecido sensorial que transforma o fluxo de luz em impulsos nervosos.

Atrás de mim’íris é a lente. É cercado pelo corpo ciliar a que é realizada pela zônula de Zinn. A lente é transparente e pode perder a sua transparência, Com eu’idade entre outros.

Entre a lente e a parte inferior do’olho, encontramos o corpo vítreo, que é uma massa gelatinosa branca e transparente que mantém a forma do’olho.

A l’antes de o’olho nós delimitamos 2 zonas :

  • a câmara anterior entre a córnea e o’íris. É preenchido pelo’humor aquoso.
  • a câmara posterior entre o’íris e lente.

As pálpebras espalhar as lágrimas em seu piscar.

finalmente, as funções de nervo óptico como uma correia de transmissão para o cérebro.

eu’órbita : Situado na parte superior do maciço facial, zonas de junção verdadeiros entre a face eo osso do crânio, separou l’um dos’outro pela cavidade nasal, as duas cavidades orbitais contêm e protegem os órgãos do’dispositivo de visão, especialmente os olhos e os músculos extra-oculares.

pirâmide quadrangular cuja base é aberta na parte frontal e superior estreito localizado atrás, cada órbita é composta por um conjunto de’ossos justapostos formando o’órbita óssea, alinhado em seu lado interno d’uma membrana fibrosa : o periorbital. Numerosos orifícios cavados nas paredes ósseas colocam em comunicação o’órbita e regiões vizinhas e permitir a passagem de’artérias, veias, nervos para o globo ocular ou anexos.

Ele orbita feita :

  • 4 paredes ou superfícies.
  • 4 ângulos ou arestas.
  • uma base e um topo.
  • parede superior: abóbada orbital (osso frontal e pequena asa do esfenóide).
  • parede inferior: chão (maçã do rosto "zigomático", osso maxilar e Palatine osso).
  • parede interna:(maxila, nos Ethmoid um sphénoïde).
  • parede externa: (maçã do rosto "zigomático", e asa maior do esfenóide).
  • cúpula: fissura orbital superior.
  • Base: borda orbital.

II- pálpebras :

A região palpebral está localizada no’nível médio do rosto. Ele entra em contacto íntimo com a região frontal de cima (por eu’sobrancelha intermediária), a região nasal medialmente, Encontrar jugale en bas et la région latéralement tempo. pálpebras (em número de quatro) têm uma função importante como fisiológico, na protecção do globo ocular (espalhando o filme lacrimal na córnea, derramando lágrimas), qu’estética onde participam, com as sobrancelhas, para’expressividade do olhar.

  • Tem duas velas móvel músculo-membranoso que cobrir e proteger a frente do globo ocular.
  • Pelos seus movimentos elas se espalham na superfície lágrimas olhos secretado pelas glândulas lacrimais.
  • pálpebras superior e inferior separadas pela fenda palpebral.

eu’aparelho lacrimal :

Formada pelas glândulas lacrimais

  • glândula principal localizada sob o’órbita.
  • glândulas localizadas nas pálpebras, o lacrimal
  • começar no ponto lacrimal por dois canais : superior e inferior.

que irá dar o rasgo comum conduta que termina com o saco lacrimal e do canal nasolacrimal- nariz que termina na cavidade nasal.

Les músculos oculomoteurs :

Em cada órbita, seis músculos oculomotores permitem a mobilização do bulbo do’olho em diferentes direções do olhar : músculos retos quatro – medial, topo, e lado inferior – e dois músculos oblíquos – superior e inferior -. cada

músculo é cercado por’uma fáscia muscular limpa que é’une-se à frente para a bainha do bulbo do’olho. fáscia intermuscular ligam músculos adjacentes fascia. eu’conjunto formado pelo bulbo do’olho, os músculos oculomotores e suas fáscias estão suspensos nas paredes do’órbita por um sistema de vãos e ligamentos aponeuróticos.

Os quatro músculos retos e suas fáscias limitam posteriormente ao bulbo do’olho um espaço cônico : o cone fasciomuscular, o ápice do qual está localizado no’ápice orbital.

Os músculos oculomotores são músculos estriados de’um tipo particular. Seu suprimento arterial é importante, mas variável. Eles são inervados por nervos cranianos oculomotor três : o nervo oculomotor, troclear e abducente.

conjuntiva :

A conjuntiva é uma membrana mucosa transparente, cuja porção de tampa é contínuo com a pele das pálpebras.

Na des-cul-sac, é refletido e cobre o globo ocular até’no limbo. Em l’então chamada de conjuntiva bulbar

o sclère :

a esclera, túnica externa do mundo, muito sólido e muito resistente, formada de fibras de colagénio e elásticas, cerca de quatro quintos do globo mais tarde.

Em sua superfície s’insira os músculos oculomotores através de seus tendões e faça circular os elementos vasculonervosos.

Seu diâmetro externo é 23 para 24 milímetros. Ela é perfurada pelas artérias ciliares anteriores, quatro veias vortex e as duas artérias ciliares posteriores.

Ele protege contra a mídia trauma intraocular. Seus interesses cirúrgicos é importante : cirurgia de descolamento da retina ou cirurgia oculomotor.

a córnea :

C’é a extensão mais arredondada da esclera. A borda da esclera-córnea’chame o limbo.

A córnea é altamente enervado muito sensível. É transparente e deve permanecer assim para uma boa visão.

Ele consiste em 5 camadas diferentes :

  • epitélio corneano : Tipo de célula escamosa renovar rapidamente.
  • membrana de Bowman : camada de transição 12 microns d’espessura.
  • estroma : espesso (400 microns), ele representa 90% de’espessura total da córnea. Seu tecido conjuntivo muito específico inclui os elementos usuais de tecido conjuntivo. Contém l’água, substâncias orgânicas, colágeno…
  • membrana de Descemet : 6 microns d’espessura.
  • endotélio : 6 microns d’espessura, membrana interna, frágil, muito fina. A qualidade e quantidade dessas células variam com o’era.

Sua alimentação é fornecida pelas lágrimas que levar oxigênio essencialmente, alguns por & rsquo; vasos sanguíneos e humor aquoso no limbo.

coróide :

A coróide é uma camada altamente vascular que fornece

nutrição do’íris e retina. Ele está localizado entre a esclera ea retina.

Ela contém muitos pigmentos coloridos e, assim, forma uma tela. Ela mantém o’dentro de’olho na câmara escura.

eu’íris :

C’é um diafragma circular que se ajusta automaticamente de acordo com a quantidade de luz recebida.

Quando o diâmetro é pequeno, há menos’aberrações : os raios que estão em excesso são eliminados pelo diafragma e o’a imagem que se forma na retina é nítida.

noite, ele n’não há muita luz, as dilata pupila, eu’imagem que se forma na retina n’é mais nítido : c’é miopia noturna.

eu’íris é responsável pela cor do’olho. A cor do’olho depende do’espessura de l’intervalo formado pelas lamelas de pigmento e sua concentração de melanina. Mais, eu’leque é grosso e contém melanina, mais eu’olho é escuro.

A nutrição do’íris é fornecida pelo’humor aquoso em que ela se banha, e algumas pequenas arteríolas.

Os músculos responsáveis ​​pela variação do diâmetro do’íris são :

  • dilatador : contrato l’íris, c’ou seja, dilata a pupila,
  • esfíncter : reduz o diâmetro da pupila.

os alunos :

Seu diâmetro é em luz normal 3 para 6 milímetros. eu’aumento no diâmetro da pupila s’ligar : Mydriase, e a diminuição neste diâmetro s’ligar : myosis.

o Lens : c’é uma lente biconvexa transparente. Ele é vascularizado.

Pode variar a sua courburte, d’onde variação de seu poder. C’é’alojamento.

A bomba lente, ela aumenta o seu poder.

Com eu’idade, há perda de’elasticidade da lente. C’é presbiopia.

Sim o s’opacificar, há catarata.

A lente é cercado por uma cápsula. Esta cápsula ter definido as fibras da zónula de Zinn. seu poder é 16 dioptrias.

O metabolismo é fornecido pelo’humor aquoso.

eu’humor aquoso :

É produzida pelo processo ciliar. Vai desde a câmara posterior para a câmara anterior através da pupila. Na câmara anterior, é

removida na malha trabecular (no’ângulo iridocorneal) ou ele vai para o canal de Schlemm.

A malha trabecular é um tipo de filtro. Se a malha trabecular fica bloqueada (detritos de’íris, o excesso de proteínas), então aumentamos a pressão d’onde glaucoma.

eu’humor aquoso é composto principalmente de’água, mas também a vitamina C, de glicose, d’Ácido lático, proteína. Ele é renovado 2-3 horas.

O seu papel é particularmente nutritivo (endotélio da córnea e a íris), reparador, controlo de pressão intra-ocular, bem como manter a forma do’olho.

O corpo vítreo :

C’é tecido conjuntivo transparente. É cercada por uma membrana chamada membrana hialóide.

C’é um material de enchimento. representa 4/5 do volume de’olho, e é o primeiro constituinte do’olho.

O seu papel é manter a rigidez do olho-ball, e manter a retina no lugar bem pressionado contra a parte de trás do globo ocular.

A sua estrutura faz com que intervenha na manutenção da pressão intraocular e permite-lhe’absorver as pressões a que é submetido sem alterar a função do’olho. Ele consiste em 95% d’água.

retina :

C’é um tecido sensível e frágil. C’é a membrana mais interna.

Ela tão grosso 1/10 para 4/10 mm. É altamente vascularizado : importante rede de veias e artérias.

  • ACR : artéria central da retina : que é um ramo do’a artéria oftálmica emerge no centro da papila e se divide em dois ramos, um ascendente e outro’outro descendente, cada um se divide de uma forma dicotômica.
  • As veias seguir o curso das artérias para formar o VCR : veia central da retina.

A retina é uma placa de hipersensibilidade. É atravessada por numerosos pequenos vasos. é

de centenas de milhões de células nervosas : os bastonetes e cones. O papel destes

células é crucial. Eles permitem ver os detalhes, luzes, cores, formas e movimentos.

A luz entrando no’olho deve passar pela retina para alcançar a camada sensível de cones e bastonetes.

Os bastonetes e cones são as células fotorreceptoras. São estas células que capturam

eu’impulsos nervosos e transmiti-los ao cérebro para decodificá-los e formar uma imagem.

Era muito varas (130 milhões) que cones (6-7 milhões). O diâmetro do cone é muito menor do que aquele das hastes. Mais em s’longe da parte central, mais cones são escassos e o seu diâmetro aumenta.

A mácula e fóvea :

Na área central é elíptica os cones máximas. Esta área permite uma visão clara. Esta medida área 3 mm no eixo maior e 2 mm no eixo menor. ele s’chame a mácula. A mácula ou mancha amarela, aparece localizada no pólo posterior do centro como uma multa de escavação.

A fóvea é uma região da retina localizado na mácula, perto de’eixo óptico de l’olho. Esta região é de extrema importância para a visão. C’é ela quem dá a visão mais precisa, à luz do dia, c’quer dizer durante o dia. Quando colocamos um objeto, voltamos nossos olhos para alinhar o’imagem naquela parte da retina.

A fóvea é a parte central da mácula. ele mede 1300 para 1500 microns. ele contém 400 000 cones.

Em uma visão ainda mais central encontramos a fóvea. ele mede 300 para 400 micra de diâmetro e contêm 25 000 cones.

Os cones precisam de mais luz do que as hastes para ser animado. Os cones respondem mais a luz do dia do que na iluminação da noite. As hastes precisa de muito menos luz para reagir, eles fornecem visão noturna.

lá 3 tipos de cones que reagem a comprimentos de’onda diferente : bleu, verde, rouge. Os cones são, portanto, responsáveis ​​pela visão de cores.

As varas não estão envolvidos na visão de cores. trabalho nocturno apenas varas, c’é por esta razão que à noite todos os gatos são cinzentos !

O nervo óptico :

informações transmite para o cérebro

Todas as fibras ópticas a partir das células visuais convergem para um ponto específico sobre a retina : papila. Neste ponto, por conseguinte, não conterá células visuais, mas apenas as fibras nervosas.

A papila é, portanto, um ponto da’olho que não vê. Em l’também chama o ponto cego. Neste ponto também abre a rede venosa e arterial da retina.

As fibras ópticas são unidas tudo o que há a formar um cabo, o nervo óptico. ele mede 4 mm de diâmetro e 5 cm de longo.

Há um olho óptico por nervo, portanto 2 nervos ópticos em todos. estes 2 nervos atravessar em uma área chamada do quiasma. Neste lugar s’intersectam apenas parte das fibras : fibras a partir da retina nasal.

Curso do Dr. Hidouci – Faculdade de Constantino